h1

Conforto para quem pode

August 7, 2009

eamespoltrona_03

Caso algum desavisado caia por aqui: não entendo nada, absolutamente nada, de arquitetura e design. Por isso estou fascinada com uma descoberta que, para mim, é uma baita novidade: Charles & Ray Eames. Descobri que eles existem e é como se eu tivesse, de uma hora para a outra, conhecido as letras do alfabeto e me dado conta que esse monte de símbolos que existem por todos os lados formam palavras, frases, histórias, pensamentos.

Tudo começou quando comprei algumas revistas de decoração e, entre tantas coisas que se repetem, uma me saltou aos olhos. Esta poltrona:

Em cores e ambientes diferentes (uma sala e um quarto), em revistas diferentes, com cores diferentes, lá estava a poltrona. E algo “bateu”: a poltrona parece confortável, muito confortável, ok. Mas me parece bem marcante também. Não sei, parece ter personalidade. Fiquei pensando: nossa, que coincidência esquisita, uma poltrona tão imponente ser escolhida para compor ambientes tão diferentes. O que será que ela tem? Não deve ser por ser baratinha, já que a sala e o quarto tinham em comum o fato de serem chiquérrimos.

Pois não é que, esses dias, na sala de espera de um consultório, pego para ler uma revista Bravo antiga, vejo a divertida foto que abre este post, começo a ler a reportagem e descubro Charles & Ray Eames? Não apenas os designers dessa cadeira, mas aparentemente criadores de uma espécie de alfabeto para o design de móveis modernos. Então chego em casa e começo a pesquisar mais: descubro que, na Tok&Stok, o conjunto custa cerca de R$ 5 mil. E isso que trata-se de uma réplica. Segundo este texto, o conjunto original importado não sai por menos de R$ 14 mil. Não é mesmo para qualquer um. Mas que parece confortável e pode ser divertido, isso eu não posso negar:

eamespoltronaNão encontrei a foto em que a poltrona aparecia em um quarto, mas os créditos das imagens acima são os seguintes:

1. Xadrezinha: Apartment Therapy

2. Amarela: Casa&Jardim

3: Azul: Casa&Jardim

Outra descoberta interessante: como tudo legal e caro na vida, existe sempre o risco de toparmos com uma barbada. Bem, se vir um conjunto em bom estado e com preço acessível demais, é sempre bom desconfiar. Neste blog, há dicas para reconhecer falsificações baratas. Olhando de perto, os erros são grotestos, mas para olhos pouco treinados (como os meus), nunca é demais ficar alerta. E comprar algo fake talvez não fosse tão ruim se ao menos a cópia parecesse tão bonita e confortável quanto a original, o que não é nem de longe o caso:

eamespoltrona_01

E quer saber o que também é divertido? A minha futura cadeira vermelha também é um “genérico” de uma cadeira desenhada pelo casal. Olhando essa, a que eu tinha visto antes murcha, não parece?

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: