h1

Muito além da cozinha americana

September 1, 2009

Ainda temos muito tempo pra mudar de ideia um milhão de vezes, mas tá decidido: queremos uma cozinha aberta na nossa futura casinha. E não estamos falando da clássica cozinha americana, aquela com um balcão ou bancada para fazer a divisão com a sala, aparar enfeites e servir de suporte a refeições rápidas. Estamos falando de tudo aberto mesmo, abertão. Inclusive com o mesmo piso do resto da sala. De preferência, de madeira. No lugar da divisória, imaginamos nossa mesa de jantar (uma mesa de madeira bem antiga, que servia para as refeições da família do meu pai quando ele era criança e que hoje usamos como mesa de escritório – porque não temos espaço para mesa de jantar). Algo que dá pra imaginar mais ou menos a partir desta foto do Apartment Therapy:

cozinhaaberta_web

Pesquisando sobre o assunto, encontrei este post muito legal do Brincando de Casinha, que traz algumas ponderações sobre os benefícios e malefícios da cozinha aberta. Por um lado, a sensação de amplitude e a convivência com do “chef” da casa com amigos e familiares (que não caberiam na cozinha). Por outro, a necessidade de manter tudo organizado ou, no mínimo, limpo, e o “perigo” do cheiro de comida impregnar em todos os objetos da sala. Não temos nem dúvida de que, no nosso caso, os benefícios pesam muito mais na escolha.

Além de tudo, descobri agora que cozinhas abertas são uma supertendência. De 2005! Bem interessante essa matéria da revista Veja de dezembro daquele ano. Critica a opção de piso de madeira neste ambiente (pela dificuldade de limpar) e faz graça de quem pagaria R$ 30 mil por um fogão (isso na época, imagina se a matéria fosse atualizada agora… meodeos!), mas lança uma frase que dá o que pensar: “a ideia não é ter uma casa com uma cozinha bacana – mas uma cozinha muito bacana com uma casa em volta”. Podemos não ser tão radicais, mas na minha concepção de casa a cozinha é tão importante como área de convivência do que a sala, ou mais. Mas divago.

A grande questão do momento é: que piso usar quando se pretende fazer essa integração de uma forma consistente, mas tentando se manter em níveis aceitáveis de racionalidade? Ok, acho lindo o piso de madeira, mas abro mão se isso significar que não poderei pingar coisas no chão enquanto preparo qualquer coisa. Eis que uma rápida pesquisa sobre o assunto me leva a esta opção, o porcelanato que imita madeira. Parece uma saída, não? A galeria da revista Arquitetura & Construção traz outras 26 opções bem interessantes de piso.

porcelanatoimitamadeira_web

Para ler mais sobre opções de piso (inclusive para cozinha), uma visita ao blog Casos de Casa é uma boa pedida.

Para ver fotos de cozinhas integradas com a sala, essa galeria traz 49 ideias.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: